Sérgio Bittencourt

 

 

 

     Filho de Jacob do Bandolim, foi jornalista, jurado de programa de TV (Flávio Cavalcante) na década de 70, compositor e produtor de discos.         

     Dizem que a música "Naquela mesa", feita em homenagem ao seu pai, foi composta em um guardanapo, no dia do falecimento de Jacob. Compôs ainda "Modinha", "Canção de não cantar", "Quem mandou", "Canção e medo", entre outras, algumas sozinho, outras com parceiros, gravadas sempre na voz de grandes talentos da MPB, como MPB4, Waleska, Taiguara e outros. Participou ativamente como compositor dos festivais de música que aconteciam nas décadas de 60 e 70.

     De sua biografia, nada foi encontrado, bem como fotos disponíveis na internet.

     Foi o primeiro cancioneiro a se identificar e nos inspirar, sempre na mesma linha melódica e com intensa profundidade e sensibilidade. 

      

 

 

 

Composições inéditas

inspiradas por Sérgio Bittencourt a Marisa Cajado:

 

Cantando além

Em outra mesa

Para você que canta

Recordando

Se eu soubesse

Vou indo

Vai

Saudade

Tristeza e perdão

* As músicas em bege ainda não estão prontas. Conforme forem sendo

formatadas, serão colocadas no ar, à disposição dos leitores e visitantes do site.

Créditos:

Midi: "Modinha Sergio Bittencourt "

Arranjo e interpretação Vansan

Imagem: Tela Marisa Cajado

Livro De Visitas

Clique na Clave de Sol

         

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens, dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.