Rio Amor

Marisa Cajado

 

 

Ah! esse rio que nasce
E da serra desce
Ficando a gritar
Por vezes leva sujeira
Até a pedreira
Que o faz despencar.
Aí então ele cresce
Depurado agradece
Prossegue a cantar.
Ah esse rio, acredito
É como o amor infinito
No meu ser a vibrar.
 


Ah! não tem pressa o amor,
Por vezes surge da dor
Mas conhece o caminho.
É um rio que corre p´ro mar
Para a Deus se integrar
E voltar a seu ninho.
                                        

ireitos autorais reservados ao autor: para publicar, solicite autorização via e-mail.

 

 

Clique no envelope envie esta página para até 10 amigos:

 

 

 

Fundo Musical: "Moon River"

www.selvas.com.br

Imagem:

Imagem - Foto de CD copyright free com efeito em gif

 (Animation Shop)

 

Livro De Visitas

Clique na clave de Sol

 

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens,

dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.