Pixinguinha

1897 -1973

 

 

     Alfredo da Rocha Vianna Filho, o Pixinguinha, era carioca, irmão mais novo de uma família de 14 filhos. Começou na música tocando cavaquinho para acompanhar seu pai que era flautista, tocando em bailes com ele. Logo depois começou a estudar música e aos 12 anos de idade compôs seu primeiro choro: "Lata de leite". Em 1922 começa seus estudos de flauta. Neste mesmo ano grava pela primeira vez, fazendo parte do conjunto Choro Carioca.

     Em 1915 Pixinguinha já era destaque no cenário da música popular brasileira, pois já havia gravado e editado músicas de sucesso. Em 1919 era integrante do conjunto Os oito Batutas, que, em 1922 embarcou num navio rumo à Paris para um temporada que deveria ser de apenas um mês e que, no entanto, tamanho o sucesso, durou cerca de 6 meses.

     Em 1923 compôs o sucesso "Carinhoso".

     Na década de 30 sua carreira impulsionou-o a um grande sucesso, gravando com Carmem Miranda a famosa "Taí" e "O teu cabelo não nega" - esta com a participação de Lamartine Babo. Como músico e maestro já era mestre, gravando com grandes intérpretes da época.

     Na década de 40, Pixinguinha trocou a flauta pelo sax, e começou a ter problemas cardíacos.

     Na década de 60, em parceria com Vinícius de Moraes, compôs "Lamento", entre outras músicas.

     Sua última composição foi "Eduardinho no Choro", composta para seu segundo neto, recém-nascido, em 1973. Faleceu dias depois, tendo o povo a acompanhar o féretro cantando "Carinhoso"

 

 

 

Composições inéditas

inspiradas por Pixinguinha a Marisa Cajado:

 

Já sei porque

* As músicas em bege ainda não estão prontas. Conforme forem sendo

formatadas, serão colocadas no ar, à disposição dos leitores e visitantes do site.

Créditos

Creditos

Imagem: Tela Marisa Cajado

Midi: Carinhoso - Pixinguinha

Arranjo: Sibélius

 

         

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens, dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.