MAYSA MATARAZZO

1936 -1977

     Maysa ou Maisa desde cedo estudou piano, e assim compôs sua primeira música aos 12 anos de idade - o sanba-canção "Adeus".

     Casou-se aos 18 anos de idade com um milionário paulista, logo após terminar seus estudos. Continuou a compor, porem só cantava em festas da sociedade paulista, onde, no ano de 1956, foi convidada por um produtor a gravar um disco.

     Após o nascimento de seu filho, era lançado seu primeiro LP, contendo músicas como "Ouça", "Meu mundo caiu" e "Adeus". Ficou conhecida como cantora da fossa.

     Em 1960 muda-se para o Rio de Janeiro e começa a gravar músicas de Bossa Nova. Torna-se uma das primeiras divulgadoras de sucesso do movimento,  viajando pelo Brasil afora, Uruguai, Argentina, França, EUA e Portugal. Passa a viver na Espanha, continuando sua carreira, agora gravando músicas brasileiras e algumas estrangeiras - sua gravação de "Ne me quittez pas" é belíssima.

     De volta ao Brasil, no ano de 1969, continua lançando discos com um repertório de altíssima qualidade. Em 1971 começa a trabalhar em teatro e televisão, participando, inclusive, de algumas novelas.

     Faleceu num trágico acidente na ponte Rio-Niterói.

       

 

 

 

Composições inéditas

inspiradas por Maysa a Marisa Cajado:

 

Alegria e gratidão

Ouça

Até um dia

Encontro de amor

Buscas o amor

* As músicas em bege ainda não estão prontas. Conforme forem sendo

formatadas, serão colocadas no ar, à disposição dos leitores e visitantes do site.

Créditos:

Tela : Marisa Cajado

Midi: Sonata ao Luar Bethoven

Arranjo: Sibélius

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

              

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens, dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.