Jacob do Bandolim

 

 

 

       

 

 

 

    

Nascido em 14 de fevereiro de 1918, na cidade do Rio de Janeiro, Jacob Pick Bittencourt - seu nome de batismo, teve como primeiro instrumento um violino. Achando desnecessário o arco, dedilhava algumas valsas usando por palheta os grampos de cabelo de sua mãe. Uma amiga desta o apresentou ao bandolim e foi tamanha identificação que depois incorporou o instrumento ao seu nome. Não teve professor - sempre foi autodidata.

     Em 1940 casou-se com Adylia Freitas, sendo que desta união nasceram os filhos Sérgio Freitas Bittencourt - que mais tarde se tornaria compositor, e a cirurgiã-dentista Elena Freitas Bittencourt.

     Obstinado, aprendeu teoria musical sozinho, aprofundando seus estudos durante cerca de 20 anos.

     Foi o descobridor de Elizeth Cardoso, e responsável por sua introdução no meio artístico.

     Compôs grandes sucessos, como "Vibrações", "Noites Cariocas" - este em parceria com Hermínio B. de Carvalho, "Cabuloso", "Assanhado", "Doce de Coco", "Pérolas", "Receita de Samba". Ao mesmo tempo, suas interpretações para músicas de outros compositores, como Pixinguinha e Ernesto Nazareth, tornam-se referências obrigatórias.

No entanto, a música nunca foi seu meio de sobrevivência: teve vários empregos como vendedor, farmacêutico e escrivão de polícia do Rio de Janeiro. Faleceu em 1969, no dia 13 de agosto, de ataque cardíaco, na varanda de sua casa, nos braços da esposa, após ter passado a tarde em companhia de Pixinguinha, com o qual pretendia gravar um disco somente com obras do amigo.

Inspirou-nos duas composições em parceria com seu filho, Sergio Bittencourt.

Um e-mail que recebi da equipe do Instituto Jacob do Bandolim

Acessei a página Cancioneiros do Infinito e tive a grata surpresa de encontrar músicas de autoria de Jacob e Sergio Bittencourt.
Como faço parte da equipe de colaboradores do IJB ( Instituto Jacob do Bandolim), dirigido por Elena sua filha e mais 3 bandolinistas e achei a valsa “pelo teu jeito de ser”bem ao estilo de Jacob, tomei a liberdade de enviar o link para que eles tomem conhecimento.
Um dos diretores também encontrou o estilo de Jacob, mas ainda não mostrou a Elena. O site do IJB, é www.jacobdobandolim.com.br, e a nossa idéia ‘e que o IJB disponibilize um link para os cancioneiros do Infinito, citando mais esta composição. Pela presente, solicito maiores informações, tais como outras músicas de Jacob e Sergio, partituras, material do site, mids, outros arranjos inclusive os cantados, época do recebimento das músicas, nome do arranjador, enfim toda a ficha técnica, para que tudo fique catalogado e referenciado no IJB, que funciona com apoio do MIS.( Museu Imagem e som) Envio cópia deste e-mail para o Alexandre Dias, pianista e pesquisador incansável de Ernesto Nazareth, pois o mesmo também está curioso em conhecer outras composições deste mestre.Parabéns pelo site. Já o adicionei aos meus favoritos e aguardo novas músicas.
Atenciosamente,
Américo Esteves Rodrigues - Brasília- DF

 

 

 

 

Composições inéditas

inspiradas por Jacob do Bandolim a Marisa Cajado:

 

Aviso

Pelo teu jeito de ser

* As músicas em bege ainda não estão prontas. Conforme forem sendo

formatadas, serão colocadas no ar, à disposição dos leitores e visitantes do site.

Créditos

Midi:

"Noites cariocas "

http://www.beakauffmann.com/mpb_n/noites-cariocas.html

 

Imagem : Tela Marisa Cajado

 

 

    

 

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens, das músicas e arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.