GRATIDÃO

Oh! quando o sol bate na serra
E ilumina toda a Terra
Deslumbrando a natureza
Eu me sinto Tão pequena
E minh”alma em Ti se algema
Ao sentir Tua grandeza
E então se enche
De paz meu coração
E me curvo numa prece
Cheinha de gratidão
Muito obrigado por essas serras
Por estes montes
Por este mar
Por este amor que meu ser encerra
E tem vontade de espalhar
Pai faz de mim
Um instrumento do Teu Amor
Faz que eu possa cada vez mais
Refletir Teu esplendor
Me ensina Te agradecer
Me ensina sempre Te ter
Ensina a me humilhar
Me ensina a Te exaltar
Me ensina o Teu saber
Me ensina a Te amar
Me ensina a todos querer
Me ensina a crescer

Cancioneiros do Infinito
Guarujá,04/11/85 -07:30h

 

Direitos Autorais Reservados

Marisa Cajado/Cancioneiros  do Infinito

 

 

 

Clique no envelope envie esta página para até 10 amigos:

 

 

 

Fundo Musical: "Gratidão"

Arranjo: Suzana Samorano

Interpretação: Célia Tomboly

 

Imagem: Tela "Marisa Cajado "

 

 

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

 

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens, dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.