BIOGRAFIA ANTONIO MARIA

Nasceu em 17/03/1921 – Recife PE

Foi locutor esportivo e cronista inclusive da  Arranjou o primeiro emprego aos 17 anos, como apresentador de programas musicais na Rádio Clube Pernambuco. Por essa época já frequentava a boêmia de Recife. Em 1940 resolveu ir para o Rio de Janeiro, de navio.

Na então capital federal foi morar com o jornalista Fernando Lobo, antigo amigo de farras pernambucanas, e com Abelardo Barbosa, que mais tarde se tornaria Chacrinha.

Foi diretor artístico da Rádio Tupi e da TV Tupi, participando ativamente do primeiro programa de televisão transmitido no Brasil, em 1951. Sua atuação como jornalista - e principalmente cronista - é destacada.

Escreveu crônicas diárias durante mais de 15 anos, nas colunas "A Noite É Grande", "O Jornal de Antônio Maria", "Mesa de Pista" e "Romance Policial de Copacabana".

Como compositor, começou criando jingles. Atuou como locutor esportivo, além de apresentador de programas de grande audiência "Ninguém Me Ama", foi maior sucesso de Antônio Maria, é um verdadeiro clássico da dor-de-cotovelo.

Figura boêmia,  frequentador assíduo de noitadas intermináveis em boates, compôs grandes sucessos com diferentes parceiros, com Ismael Neto, de Os Cariocas, Luiz Bonfá, Pernambuco e  Vinicius de Moraes..

Morreu de enfarte fulminante em 15/10/64.  

Anotações retiradas de: http://www.cliquemusic.com.br/artistas/antonio-maria.asp

 

Siga a flecha para mudar de página

 

Imagem: Tela Marisa Cajado

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens,

dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.