HOJE EU SEI

Nas cordas vacilantes da ilusão

Na teia enganosa da ambição

Procurei a taça da paixão

E encontrei o vinho da solidão.

Hoje eu sei o que é amar

Hoje eu sei o que é ter fé

Já ouví o clarinar

Da voz de Jesus de Nazareth

Meu caminho é mais feliz

Já tem rota e direção

Foi na sua diretriz

Que encontrei a solução.

Vou no rumo da verdade

Vou tangendo o violão

Pelas cordas da saudade

Tocando em cada coração.

Guarujá, 06/01/96 –

Francisco Alves

 

Siga a flecha para mudar de página

 

Imagem: Tela Marisa Cajado

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens,

dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.