Eu voltava de Belo Horizonte, de ônibus, após haver participado da elaboração da Pomada Vovô Pedro em seu posto diretor, o Centro Espírita Maria Nunes, quando fui envolvida por uma inspiração .

O ônibus estava escuro e em silêncio. As pessoas dormiam.

Foi então que como num cinema, desenrolaram-se as cenas da época de Cristo e Mesmer. Avistei o poente, Maria com Jesus ao colo e um jumento parado ao lado.

Ao mesmo tempo, a poesia brotava em minha mente de forma rápida e precisa.

 Como não possuía papel suficiente, anotei em um pequeno bloco que tirei da bolsa e acabando este, comecei a escrever nas entre linhas.  ( figura ao lado)

Ao chegar em casa de manhã, fui organizá-la depressa, para não perder nada. Como podem notar ela é enorme.

foto do bloquinho que eu tinha na bolsa.

Siga a flecha para mudar de página

 

Imagem: Tela Marisa Cajado

 

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

 

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens,

dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.