Em 05 de janeiro de de 1989, passava férias em São José do Rio Preto Estado de São Paulo, na casa de um amigo quando fui envolvida por uma nova emoção.

Outro Cancioneiro se anunciava.

Sabemos o quanto o tango fez e faz sucesso entre o povo brasileiro. Era Francisco Canaro que assim me dizia na melodia e letra que soavam nítidas em minha mente.

 

 

APRENDIZ DO AMOR

Aqui no caminhar
Eu sinto o doce aroma
De belas madressilvas
No ar vejo o bailar
E o leve revoar
De cromas colondrinas
É doce o meu sonhar
É doce o relembrar
Desta terra querida
Que entre dores e aplausos
Nos armazéns dourados
Viu correr minha vida

Madressilvas em flor
Que viram o cantar
Que viram o sonhar
De um sonhador fugaz
Olvidado da paz
Que me viram passar
Pela escalada da vida
Onde a falsa subida
Aguardava a descida
Para a campa escondida
Mas tornarei cantando
Outro tango entoando
Assumindo minhas quedas
Outro caminho seguindo
Em veredas de pedras
Evoluindo
Já troquei minhas dores
Reformei meus amores
Ainda sou sonhador
Que na estrada de volta
Pediu reviravolta
Como aprendiz do amor

Francisco Canaro
S.J. do Rio Preto, 05/01/89

 

 

Fundo Musical : Aprendiz do Amor

Arranjo Sibélius

Interpretação: Marisa Cajado

Siga a flecha para mudar de página

 

Imagem: Tela Marisa Cajado

 

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

 

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens,

dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.