CARTOLA

 

Antigos textos da literatura portuguesa contam que no século XII alguns poetas gostavam de escrever poesias conjugadas com músicas.Assim nasceram as cantigas. Elas enalteciam o amor ou os comportamentos sociais. Haviam cantigas de amor, de amizade de críticas.

Talvez nossos cancioneiros tenham sido alguns destes poetas. As canções os acompanharam.

Em 1908 nasceu no Rio de Janeiro, um dos maiores compositores da música popular brasileira. Sua sensibilidade e talento deixaram pérolas em formas de cançao. Compôs sózinho ou em parceira mais de quinhentas melodias.

Ele é mais um cancioneiro que nos brinda. Sua alma de artista não ficaria calada depois da campa. Registro aqui as melodias que dele recebI

BIOGRAFIA.

    Sambista carioca, fundador da escola de samba Estação Primeira da Mangueira. Seu nome de batismo é Agenor de Oliveira.

     Aos 11 anos foi morar no Morro da Mangueira. Aprendeu a tocar cavaquinho com o pai. Fundou com Carlos Cachaça o Bloco dos Arengueiros que, em 1929, se transformou na Mangueira. Compôs o primeiro samba- enredo da escola: "Chega de demanda".

     Desapareceu do meio artístico nos anos 40. Em 1959, um jornalista o encontrou trabalhando como lavador de carros e vigia. Logo depois ele voltou a divulgar seu trabalho como compositor e cantor. Entre seus sucessos estão: "As rosas não falam" e "O mundo é um moinho".

 

Siga a flecha para mudar de página.

 

Imagem: Tela Marisa Cajado

Música - Arranjo e voz : Marisa Cajado

Livro de Visitas

Clique na clave de sol