ATÉ AMANHÃ

 

É outro bem outro agora

O meu carnaval

Dançando no baile do mundo

Que ando afinal

Tecendo mil planos de vida

Pra regressar

À luta que é a pedida pra regenerar

Tomando uma nova medida

De precaução

Trocando por corpo doente

O que era são

Submisso à severa lei da

Reencarnação

Única capaz de operar

Nossa transformação

Concertando o que estraguei

Por rebeldia

Tentando sair da noite

Para entrar em novo dia

 

 

 

Até amanhã se Deus quiser

Novamente aí eu estarei

Talvez ninguém vá me conhecer

Nem mesmo sei se

De novo cantarei

Mas se não puder cantar

Ao céu levarei meu olhar

E agradecerei

Ao pranto que haverei

De derramar

Para dar valor à vida

E aprender a amar.

 

Direitos Autorais Reservados

Marisa Cajado/Cancioneiros  do Infinito

por inspiração de Assis Valente

Guarujá, 16/02/90 - 19:30 hs

Arranjo e voz: Suzana Samorano

 

 

Imagem: Tela Marisa Cajado

 

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

 

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens,

dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.