ASSIS VALENTE

Na época em que o samba dava seu recado para o mundo viveu também um grande sambista, Assis Valente, que compôs vários sambas para Carmem Miranda.

“ _ Essa gente é igual passarinhos que armam e desarmam seu ninho, sem achar lugar certo para construir...”

Este foi o ponto alto do discurso do menino José Assis Valente no Circo Brasileiro, instalado em Bonfim, interior da Bahia, em 1921.

Alguém da platéia ainda chegou a gritar que a frase não era dele, mas a reclamação foi abafada pelos aplausos.


Aquele menino de dez anos estava salvando o Circo de Seu Francisco Salustiano.

Na função da véspera um dançarino fora vaiado e, como em cidade pequenina as notícias correm depressa, o circo desmoralizado preparava-se para partir. Ainda assim, Seu Salustiano resolvera tentar a última chance.


Chamou aquele mulatinho muito esperto com fama de fazer belos discursos em casamentos e batizados. Conquistada a simpatia geral, o menino não perdeu tempo.


_Vocês querem que os artistas trabalhem ou não?

Era um menino inteligente, com grande potencial. Um menino sozinho.

Este menino cresceu, tornou-se um grande compositor. Suas melodias até hoje tocam. Quem não se recorda : " Eu pensei que todo mundo, fosse filho de papai noel" ...

Porém terminou a vida de um modo trágico.

Hoje tornou-se um Cancioneiro do Infinito.O Pai maior não nega oportunidade para os resgates e o crescimento que todos nós temos que cumprir, dentro da lei divina.

Ele sabe que terá enormes dificuldades mas assim mesmo faz planos para regressar, como nos conta nas melodias enviadas.

 

Imagem: Tela Marisa Cajado

 

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

 

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens,

dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.