CANCIONEIRO

Cancioneiro que toca
Tinindo as cordas
De um violão
Sentimentos, acorda
Tangendo cordas
De um coração
Semeando acordes
Na alma em dor
Para que ela  acorde
Na vida do amor
                                   
Cancioneiro que encanta
Permutando emoção
Sê bendito enquanto canta
A terra se agiganta
Na amplidão
Se encerra em seu canto
Esperança de paz
Canta cancioneiro canta
Na alma silêncio se faz


Euricledes Formiga por Marisa Cajado
São Paulo,  08/05/90 -15:30

 

Imagem: Tela Marisa Cajado

 

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

 

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens,

dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.