PRECE DO SERTANEJO

 

De tardezinha
Ainda caminho pela estrada
E aí vejo a boiada
A caminhar pelo areião
E então me bate
Uma saudade danada
Dos dias da terra amada
Que embalou meu coração
A Deus elevo,
Então a prece agradecida
Pedindo ao senhor da vida,
Muita força e proteção
Para o pobre
Para o rico e o medianeiro
Para o nosso mundo inteiro
E para minha nação
E quando a noite
Estende o véu negro estrelado
Eu digo muito obrigado
Pela força da oração
Guarda contigo
No teu manto protetor
Envolve no teu amor
A minha gente do sertão.

Luiz Gonzaga-Lages13/01/92 15:00

Siga a flecha para mudar de página.

 

Fundo Musical

Imagem: Tela Marisa Cajado

 

Livro de Visitas

Clique na clave de sol