Relíquia

Efigênia Mallemont


Sou lua,
de prata,
sou brilho na água,
e em teus versos abertos,
sussurro ao vento
um novo amor 
guardado no tempo.


Relíquia de afeto 
aquece meu dia, 
e tudo respira 
a tua presença,
trazida em prece
ao meu coração,
com asas do sonho.
No espelho da vida
que tudo reflete,
minha alma agradece.

 

Direitos autorais reservados ao autor: para publicar, solicite autorização via e-mail.

Clique no envelope envie esta página para até 10 amigos:

 

 

 

 

 

Fundo Musical: "Lua e flor"

www.selvas.com.br

 

 

 

Imagem :Tela Marisa Cajado

 

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens, dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.