Ary Barroso

1904 -1964

     Nascido em Ubá/MG, após perder os pais em 1911, foi criado por seus avós e pela tia "Ritinha", a qual lhe ensinou a tocar piano.

     Com apenas 12 anos de idade, começou a trabalhar como pianista auxiliar no Cine Ideal. Aos 15 anos já compunha. Aos 17 mudou-se para o Rio de Janeiro, ingressando na Faculdade de Direito, curso que abandonaria pois precisava trabalhar.

     Em 1928 é contratado para uma temporada em Santos/SP e Poços de Caldas, época em que resolve dedicar-se à composição. Desta época é seu primeiro sucesso: "Vamos deixar de intimidade".

     Concluiu seu curso de direito em 1929, de volta ao Rio de Janeiro.

     Trabalhou como radialista, locutor esportivo, humorista e animador.

     Em 1937 ele lançou o programa "Calouros em desfile", na Rádio Cruzeiro do Sul, que seria levado para a TV Tupi. Neste programa, Ary exigia que fossem interpretadas somente música brasileira e que anunciassem corretamente o nome dos compositores. Na TV Tupi Ary instituiu o gongo para desclassificação dos cantores muito ruins. Em seu programa surgiram talentos como Ângela Maria e Lúcio Alves.

     Em 1944 Ary esteve nos EUA, onde compôs músicas brasileiras para vários filmes.

     Foi um grande defensor da música brasileira e não suportava acordes americanos em samba.

     Mesmo depois de sua morte, Ary Barroso ainda é o compositor brasileiro mais conhecido em seu país e fora dele e continua sendo gravado por grandes e famosos intérpretes, que reconhecem seu extraordinário talento.

     São inúmeras suas composições de sucesso, criadas com vários parceiros ou sozinho, mas vamos citar apenas algumas, dentre as mais conhecidas, como "Camisa Amarela", "No Rancho Fundo", "Faceira", "Na batucada da vida", "Os quindins de Iá-iá", "No tabuleiro da baiana", "Risque", "Folha morta", "É luxo só", e muitas outras.

     nos inspirou 13 canções.

       

 

 

 

Composições inéditas

inspiradas por Ary Barroso a Marisa Cajado

 

Acorda Brasil!

Ainda sou brasileiro

Confissão

Espera
Ah, meu Brasil!

Brasil e mediunidade

Canta Brasil
Canto de fé
Fraternidade

* As músicas em bege ainda não estão prontas. Conforme forem sendo

formatadas, serão colocadas no ar, à disposição dos leitores e visitantes do site.

Créditos:

 

 

Midi: "Aquarela do Brasil"

Arranjo: Sibélius

Imagem : Tela Marisa Cajado

Livro de Visitas

Clique na clave de sol

         

 

 

©  Copyright 2002 e 2003  Marisa Cajado  -  Todos os direitos reservados*

*É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site ou qualquer outro modo de veiculação  sem a autorização expressa dos autores ou dos detentores de copyright do texto, das imagens, dos arquivos de som, da formatação e dos demais elementos que compõem a página.

 

Direitos autorais protegidos pela lei 9.610/98.